Santa Casa de Alegrete

Site name

Psiquiatria

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM PSIQUIATRIA DE ALEGRETE-RS


A cidade de Alegrete possui forte tradição na área de saúde mental, sendo que o CAPS II do
município foi um dos três primeiros Centros de Atenção Psicossocial criados no Brasil, com o
início de seus trabalhos em 1989. O Sistema de Saúde Mental de Alegrete (SAIS MENTAL
ALEGRETE) é um sistema de atenção especializada, no qual se destacam as seguintes
estruturas:


CAPS II: unidade de atendimento ambulatorial global de pacientes em sofrimento psíquico,
tais como portadores de depressão, transtornos de ansiedade, esquizofrenia, transtorno
bipolar e outros.


CAPS AD: unidade de assistência a pacientes que apresentam transtorno por uso de
substâncias, como álcool e outras drogas.


CAPSi: unidade especializada na atenção a crianças e adolescentes em sofrimento psíquico,
transtornos do neurodesenvolvimento e aprendizagem.


Leitos hospitalares em Psiquiatria: A Santa Casa de Alegrete possui vinte (20) leitos
psiquiátricos em hospital geral, contemplando pacientes que apresentam transtornos
psiquiátricos e/ou dependência química. Em 2019, foi aprovado o projeto de expansão da
estrutura hospitalar em Psiquiatria para trinta (30) leitos, o que deve ser efetivado nos
próximos meses.


A Residência Médica em Psiquiatria foi criada em 2014, por meio de processo de interiorização
da Escola de Saúde Pública (ESP), sendo posteriormente assumida pela Santa Casa de Alegrete
e Prefeitura Municipal de Alegrete, formando sua quarta turma em fevereiro de 2020. As
atividades práticas se desenvolvem nos cenários acima descritos, além da existência de cinco
encontros teóricos semanais, durante os três anos de formação, totalizando cerca de 2880
horas teórico-práticas. Os encontros teóricos são:


Caso Clínico (R1, R2 e R3)

Psicofarmacologia (R1, R2 e R3)

Psicopatologia (R1, R2 e R3)

Neurologia Clínica (R1)

Psicanálise e orientação analítica (R1, opcional ao R2 e R3)

TCC -Terapia Cognitivo Comportamental (R2 e R3)

No primeiro ano de residência, cumprindo a carga horária necessária em emergências
psiquiátricas, os R1s são responsáveis pela avaliação dos pacientes em urgência e emergência
em Psiquiatria, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, orientando-se por fluxo
de avaliação criado por esse Serviço, e supervisionados pelos médicos psiquiatras
preceptores.
No terceiro ano de Residência, os R3s acompanham pacientes na cadeira de TCC, no que se
refere ao processo de formação prática supervisionada dessa área de formação, como
continuidade da formação teórica desenvolvida no segundo ano de Residência.
Os R2s e R3s passam automaticamente a integrar a escala do Terceiro Turno Psiquiátrico,
estrutura de plantão especializado na área, funcionante quatro dias por semana, das 17-21h,
com remuneração adicional à bolsa de Residência Médica.

Comissão de Residência em Psiquiatria da Prefeitura Municipal de Alegrete – COREME – Programa Credenciado pela Comissão Nacional de Residência Médica/MEC Parecer 866/2018 – Processo 2013 – 1584. Aprovado em 28 de Novembro de 2013.

Número de vagas: 2 por ano
Duração: 3 anos
Coordenação: Dr. João Francisco de Aquino Witt

Consulte aqui a Grade Curricular

  

Preceptores do Programa

Dr. Fernando Uberti Machado

Dr. João Francisco de Aquino Witt

Dr. Cesar Augusto Garcia Ajala Vieira

Psicol. Marcelo Quintana Soares

Dr. Cesar Augusto Garcia

Dr. Marcelo Moraes Vitor

Psicol. Deise Christiani de Oliveira Gomes

 Representantes dos Médicos Residentes

Rafaela Bega Peixe

 Médicos Residentes Psiquiatria Ativos

José Marcelino da silva Garcia

Nathalie Furtado

Ozeias da Costa Bomfim 

Rafael Bega Peixe 

Lívia Mourão Pereira

 Concluintes

Fernando Uberti Machado 

Gabriel Lopes Mangabeira

Gerisa Francine dos Santos

Iane Gonzatto 

Lucas Vinicius Bortoli Debarba

Ricardo Garcia Rodrigues 

Wagner Luiz Engelmann